»
theme ©
O ato final da vida estará em minhas mãos. Nós nascemos para morrer
A tristeza é uma espécie de motivação, a certeza de que algo está errado e o que você está fazendo não é o bastante, então faça mais. Tudo tem um lado bom e temos que olhar dessa maneira, se algo está lhe incomodando e te deixando para baixo, pare e se pergunte o que está errado.

— My Fucking Road   (via arquidiocese)

Eu trago o peito tão marcado
De lembranças do passado.

Chico Buarque. (via arquidiocese)

Existem muitas coisas para se escrever, mas não para se falar.

Charles Bukowski. (via estimular-se)

Sabe quando você olha no espelho e o que vê não é exatamente o que é verdade ?

A Culpa é Das Estrelas     

Tem dias que eu fico pensando na vida
e sinceramente não vejo saída;
como é por exemplo que dá pra entender
a gente mal nasce e começa a morrer.

Tom Jobim.  (via indague)

Sentia-se como se faltasse partes de si, havia um vazio, mas não sabia exatamente o quê. Sendo assim, ela já não era a mesma. Nem comigo. Eu sempre soube que ela era diferente, não gostava de coisas incompletas, isso vai de casos banais, às pessoas. E eu odiava ama-la assim, o-d-i-a-v-a sem tirar ou acrescentar nenhuma palavra. Por que só me restava esperar que ela retribuísse esse amor. Ela ver tudo de modo diferente, sempre tenta fazer o que acha certo. Ela realmente é justa, isso me engloba no assunto. Somos dois problemas sem nenhuma formula para sermos solucionados. Mas, cara, ela tem uma chave do meu quarto, embora eu nunca o tranque de chave. Mas, isso conta não conta? É importante que sua garota – minha garota – compartilhe os meus pertences. Ela também tem a chave do meu coração. Isso ela não sabe, não acredita ou não quer possuir. Nunca soube dizer o quanto a amava sempre me sair melhor nos papéis. Estou me empenhando para que ela perceba que sou completo, alguns defeitos é claro, mas nada comparado a vontade de fechar o quarto e passar a eternidade com ela.

Back at her, stupid. 

E essa saudade, em vez de morrer, me mata.

Colbie Caillat (via romantizar)

É tão estranho, mas todo mundo tem que ser alguma coisa, não é? Sem-teto, famoso, gay, louco, qualquer coisa.

Charles Bukowski.